Mídia e PF tentam negar presente do papa a Lula

Juan Grabois é consultor do Pontifício Conselho Justiça e Paz da Santa Sé. O órgão foi incorporado ao Vaticano ano passado, mas mídia diz que foi “extinto. E a PF disse desconhecer o rosário que o papa Francisco enviou a Lula. Há um grande esforço midiático-policial para negar o apoio do papa a Lula.

PT afirmou nesta segunda-feira (11) que um rosário foi enviado pelo papa Francisco ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e entregue nesta tarde na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde o petista está preso desde o dia 7 de abril.

O objeto foi levado pelo advogado argentino Juan Grabois, consultor do Pontifício Conselho Justiça e Paz da Santa Sé, órgão que foi extinto em 2017 e incorporado a uma unidade do Vaticano voltada para o desenvolvimento humano integral.

A PF (Polícia Federal), no entanto, disse desconhecer o suposto rosário enviado pelo papa e afirmou que

Continue lendo no Eduardo Guimarães.