Eu e a onda, ou a brisa

foto: Kristin Smith/Free Images

por Marco Aurélio Mello

As opiniões estão divididas nas redes sociais.
Como é de costume.
No campo progressista, há os que votam no Ciro, mas há os que não votam de jeito nenhum.
Nos gramados da Rússia há os que vão torcer pela seleção brasileira e há os que não.
E há, claro, todos os outros, com seus modos e argumentos.
Respeito.
Democracia é isso!
Ninguém quer que todos pensem do mesmo jeito e tenham as mesmas razões.
Quem quer unidade são os regimes imperiais e totalitários, as ditaduras, tenham ou não fardas.
A história é feita de avanços e retrocessos.
Mas, por incrível que pareça, no final das contas, estamos sim evançando.
É que quando o pêndulo volta bate aquele desespero.
A onda que quebra na praia primeiro espalha a água, que depois drena, reflui e torna a voltar como onda outra vez.
Resistir é enfrentar

Continue lendo no Vi o Mundo.