O DataFolha aceitaria a candidatura à Presidência do Papa Francisco

O País do Carnaval passou oito anos desgovernado por um quadrilheiro semianalfabeto. Nos cinco anos seguintes, sobreviveu a uma fraude provida de um neurônio só. E agora faz o que pode para nadar até a praia da eleição e escapar do naufrágio pilotado pelo vice que Lula e Dilma escolheram.

Esse passivo informa que ninguém deve surpreender-se caso a maioria do eleitorado resolva prolongar a sequência de espantos com instalação de um deputado Tiririca na Presidência da República. Feito o registro, convém lembrar que há limite para tudo, até para o delírio tropical.

Não dá para imaginar, por exemplo, que o Brasil possa ser presidido por um presidiário banido das urnas pela Lei da Ficha Limpa. Só fingem acreditar na candidatura de Lula os altos sacerdotes da seita que o venera e, como reiterou a pesquisa publicada neste domingo, o Datafolha.

O chefão engaiolado em Curitiba depois de condenado em


Continue lendo no Blog do Augusto Nunes.