“O de sempre”: FHC era freguês da Odebrecht e só Moro não sabia?

No dia 21 de setembro de 2010, pouco antes da eleição, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso enviou um email a Mercelo Odebrchet, com um singelo e revelador indicativo de assunto:

“O de sempre”.

Odebrecht certamente já sabia do que se tratava.

Não era um eventual “pedido” de recursos para o partido, não registrados pelas campanhas do PSDB. Ou seja, “caixa dois”, como se costuma dizer quando envolve outros partidos.

Naquele e-mail, FHC pede perdão pela insistência e volta a solicitar “o de sempre”, desta vez para a campanha de Flexa Ribeiro, candidato a senador pelo PSDB do Pará:

FHC: “Ainda há tempo para eles alcançarem, no caso na verdade é manterem a posição que os leva ao exito”.

Odebrecht: “Flexa não sei dizer, mas vou verificar”.

No dia 13 de setembro, FHC havia enviado o primeiro email ao empreiteiro, com um direto indicativo de assunto, “pedido”, para reforçar a conversa que tiveram

Continue lendo no Balaio do Kotscho.