Meu caro Dines

Morreu aos 86 anos, em São Paulo, onde morava, o jornalista Alberto Dines. Ele vinha há 10 dias internado no Einstein Um episódio que relato adiante adubou minha afinidade com o jornalista em quem eu muito admirei o fair play, a serenidade nas avaliações mesmo de adversários, o senso de humor e a finesse d’esprit. Nesses últimos dois anos através de um sobrinho meu militante na imprensa eu tentava saber do andamento da saúde de Dines, sem conseguir a informação precisa, mas já sabendo que ele não andava bem.

Sou muito grato àquele que Tristão de Athayde (1893-1982) chamou de “príncipe do jornalismo brasileiro”. A afinidade dos dois intelectuais foi intensificada por um episódio no Jornal do Brasil em 1979, cuja redação Dines chefiara até ser afastado por ordem da direção do matutino, em 1973. Alceu guardou a impressão de que tal se deu porque o redator semita já não


Continue lendo no Observatório da Imprensa.