Em meio ao breu total, sem notícias da terra, jovens e idosas acendem uma luz

Cá estou de volta à terra e ao Balaio, depois de quatro dias magníficos passados ao lado de uns 70 amigos no encontro anual dos nossos Grupos de Oração, desta vez na mineira e bela São Lourenço da água boa.

São pessoas de diferentes religiões, e até de nenhuma, que viajaram por seis horas vindas de São Paulo, Rio e Belo Horizonte para viver um retiro espiritual longe da internet e das notícias da terra para refletir sobre a vida.

Fez-nos bem isso, sair por algum tempo de um país em colapso, para descobrirmos juntos formas de sobrevivência em meio ao breu total, na busca de alguma luz no horizonte.

Sem um tema ou roteiro fixos para as apresentações dos diferentes grupos formados em torno de Frei Betto nestes três estados, ouvi tantos testemunhos sobre sinais de esperança, que seria impossível reproduzi-los aqui.

Há muita vida nova florescendo no Brasil

Continue lendo no Balaio do Kotscho.