Indicação de Ivan Monteiro busca segurar preço da ação

Ivan Monteiro tende a ser mais do que um presidente interino da Petrobras. Deve ser o nome que ficará porque é uma tentativa do presidente Michel Temer e do Conselho de Administração da estatal de segurar o preço da ação, indicando alguém benquisto pelo mercado financeiro.

Ou seja, seria uma forma de tentar mostrar aos investidores nacionais e internacionais que a gestão da Petrobras continuará mais para Pedro Parente do que para Maria das Graças Foster. Ex-diretor do Banco do Brasil, Ivan Monteiro já estava na Petrobras antes da chegada de Parente e tem experiência no serviço público. Ele é diretor financeiro da companhia.

Parente, aliás, está saindo porque a política de preços está mudando. O governo já pretende fazer reajustes mensais para o diesel e enfrenta forte pressão política para adotar fórmula semelhante para a gasolina e o gás de cozinha.

Deverá haver uma calibragem na política de preços

Continue lendo no Blog do Kennedy.