Brasil amanhece com estradas (quase) livres

O clima das estradas brasileiras não está pacificado, mas elas fluem. Nas contas da Polícia Rodoviária Federal, ainda há 197 pontos nos quais caminhoneiros se aglomeram. Diminuiu muito. Eram 616, no fim da terça-feira. No Sudeste, já não há mais bloqueios. Ontem, um caminhoneiro de 70 anos foi morto com uma pedrada na cabeça em Vilhena, Roraima. Seu caminhão estava parado e alguém, passando de carro, atirou a pedra. As batatas ainda não chegaram aos supermercados. E filas continuam se formando…


Continue lendo no Canal Meio.