Governo deve baixar preço da gasolina e gás de cozinha, diz Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu em entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição” que o governo reduza os preços da gasolina e do gás de cozinha. Segundo ele, as receitas poderiam vir do que o governo arrecadaria com a chamada cessão onerosa (receita de venda da parte da União do petróleo do pré-sal) e de recursos obtidos com a extinção do Fundo Soberano por meio de medida provisória.

“O governo vai precisar dar uma resposta [para os preços da gasolina e do gás de cozinha], diz Maia. O presidente da Câmara afirma que o governo poderá ter uma receita entre US$ 30 bilhões e US$ 40 bilhões da cessão onerosa que serviriam de colchão para dar “condições financeiras” para redução do preço da gasolina, do etanol e do gás de cozinha, a exemplo da diminuição feita com o diesel.

Maia afirmou que, se o STF (Supremo

Continue lendo no Blog do Kennedy.