Caminhoneiros e seus patrões param país

Na noite de ontem, um Pedro Parente consternado anunciou redução de 10% no preço do diesel que sai das refinarias. Informou, também, que congelará por 15 dias este valor. “É uma medida de caráter excepcional”, afirmou o presidente da Petrobras, “são 15 dias para que o governo converse com os caminhoneiros.” Ele defende que o preço do combustível tem de flutuar de acordo com o dólar e o valor do barril no mercado internacional. Por enquanto, os caminhoneiros não cederam. No terceiro dia…


Continue lendo no Canal Meio.