Reinaldo Azevedo critica Moro por fazer política em evento de Doria

Colunista da Folha Reinaldo Azevedo critica a aproximação de Moro com o PSDB, sobretudo com João Doria, ex-prefeito e candidato ao governo de SP

O juiz Sergio Moro nem é um salafrário, como gritaram esquerdistas brasileiros em Nova York, nem é um “Ramphastos dorius” —tucano da espécie Doria— só porque se deixou fotografar ao lado do candidato do PSDB ao governo de São Paulo e participou naquela cidade de um evento, entre outros, do Lide, o grupo de empresários liderado pelo ex-prefeito. Mas a questão está longe de ser “uma bobagem”, como ele classificou as críticas que lhe foram dirigidas.

Ao lado da Bia Doria e do casal Rosângela Wolff Moro e Sergio Moro no #personoftheyear aqui em #nyc #PersonalidadeDoAno pic.twitter.com/1hUXmlBTm9

— João Doria (@jdoriajr) 16 de maio de 2018

Não é normal, decoroso ou corriqueiro que o juiz que encarna, em terras nativas, a punição aos corruptos, numa

Continue lendo no Eduardo Guimarães.