O fazendeiro do ar escondido no Senado escapou da cadeia outra vez

Publicado em 14 de maio de 2009

Transferido do Senado para a Esplanada dos Ministérios no começo de 2005, Romero Jucá caprichou na primeira aparição como ministro da Previdência do governo Lula. Horas antes, apresentara ao presidente o conjunto de medidas concebidas para fechar de vez o rombo da Previdência Social. O chefe gostou do que ouviu e cumprimentou Jucá por tamanha rapidez no gatilho. Entusiasmado, o benfeitor dos aposentados foi contar vantagens para a plateia de jornalistas.

“Em dois anos, o déficit já sofrerá uma redução de 40%”, começou. “Vamos fechar o cerco a todos que têm contas a ajustar”,  recitou em seguida o pernambucano do Recife promovido pelo eleitorado a filho adotivo de Roraima. “Mas desta vez a ofensiva começará pelos grandes devedores”. Excelente idéia, teriam aplaudido os brasileiros se não soubesse que Romero Jucá Filho é, além de ministro, o sócio mais antigo do clube dos devedores


Continue lendo no Blog do Augusto Nunes.