Quais opções concretas a policial que matou o bandido na escola tinha?

Por Rodrigo Constantino

O caso da mãe policial que, reagindo a uma situação de enorme perigo, atirou e matou um marginal com ampla passagem pela polícia continua suscitando debates e mostrando o abismo que se abriu entre a bolha “progressista” e aqueles que vivem no mundo real.

Em sua coluna de hoje, Carlos Andreazza falou do assunto, alfinetando a turma hipócrita que tenta politizar a morte do bandido “pobre e negro”, ignorando que se tratava de um monstro insensível que chegou apontando uma ar… Leia mais →


Continue lendo no Blog do Rodrigo Constantino.