Desafios tecnológicos e de gestão impactam veículos brasileiros de pequena escala

Um dos méritos das transformações ocasionadas pela revolução tecnológica internacional, com suas origens ainda na segunda metade do século XX e impactos em diferentes setores sociais, é o movimento que vem se constituindo nas últimas duas décadas de pensar o mundo do jornalismo, motivado por múltiplos interesses e nem todos antagônicos. O jornalismo vem ocupando uma posição de destaque, enquanto sujeito e objeto, convergindo reflexões e investigações por um conjunto simultâneo de atores sociais: profissionais, pesquisadores, acadêmicos, empresas jornalísticas, de nacionalidades distintas.

Não é a primeira vez em sua história que isso ocorre. Estudiosos mostram que na segunda metade do século XIX e na primeira metade do século XX, movimento similar em pensar o jornalismo aconteceu, com as devidas proporções e particularidades, e foi interrompido pelos movimentos nazista e fascista antes da Segunda Guerra Mundial, e da guerra fria liderada pelos EUA, depois de 1945.

Associado à revolução tecnológica internacional,


Continue lendo no Observatório da Imprensa.