Boulos diz que é preciso “botar PMDB na oposição”

O pré-candidato do PSOL à Presidência, Guilherme Boulos, diz que defenderá na campanha o fim dos “privilégios do 1% que manda no Estado e na política brasileira há muito tempo”. Em entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”, ele afirma que será preciso “botar o PMDB na oposição” pela primeira vez em 30 anos.

Boulos rebate a crítica de que sua candidatura defende uma plataforma irrealista para vencer e impraticável de ser aplicada caso se eleja. “O presidencialismo de coalizão faliu. Esse modelo de governalidade faliu.”

Segundo ele, o governo Temer “fez em dois anos o Brasil andar 50 anos para trás”. Há “setores do Judiciário agindo politicamente”, diz. Boulos vê “escalada de violência” com o assassinato da vereadora Marielle Franco e o atentado contra o acampamento pró-Lula em Curitiba.

Avalia que a direita está mais fragmentada do que a esquerda. “Todas elas [as candidaturas de direita e centro-direita]

Continue lendo no Blog do Kennedy.