Há dois anos, o impeachment de Dilma era votado na Câmara

Após longa e tensa sessão — que começou, na verdade, dois dias antes, em 15 de abril, e acabou somando 53 horas — o plenário da Câmara dos Deputados, à época presidida por Eduardo Cunha, aprovou a aceitação do processo de impeachment contra Dilma Rousseff. O “sim” pela adoção obteve 367 votos. O “não”, 137. […]

Veja mais de Orlando Brito

Continue lendo no Os Divergentes.