Gilmar X Barroso: STF vira palco de bate-boca de boteco pé-sujo

Gilmar Mendes parecia mais possuído do que de costume e resolveu bater boca com meio mundo na sessão plenária do STF nesta quarta-feira.

Sem saber o que fazer, a presidente do tribunal, Cármen Lúcia, depois de marcar para amanhã o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula, teve que suspender a sessão por 50 minutos para que os ânimos se acalmassem.

Não que o bafafá seja algo inusitado nas sessões do tribunal supremo, mas desta vez os contendores exageraram nas ofensas.

Do jeito que está o ambiente no STF, a TV Justiça vai ter que colocar um aviso nas transmissões proibindo o programa para menores de 18 anos.

Inimigos juramentados, os ministros Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso transformaram mais uma vez o tribunal numa rinha.

O bate-boca começou quando os ministros analisavam um processo sobre doações eleitorais ocultas e acabaram falando sobre aborto. Acompanhe:

Gilmar para Barroso: “É preciso

Continue lendo no Balaio do Kotscho.