2018 será a eleição dos ricos e famosos

O mais grave dessa permissividade – que reafirma vergonhosamente as diferenças entre ricos e pobres – não está na eleição presidencial e nem na de governador. Mas sim na de deputado, favorecendo aqueles sustentados por igrejas e até pelo crime organizado

Veja mais de Helena Chagas

Continue lendo no Os Divergentes.