Tiririca da elite e outros bichos assanhados: está aberto o leilão do voto

Quem dá mais? A oito meses da eleição, abriram-se os os portões do grande leilão do voto.

Em clima de festa do caqui, candidatos procuram partidos e partidos procuram candidatos.

Avacalhou de vez. Ninguém é de ninguém, a campanha eleitoral virou um vale-tudo.

Já dando como favas contadas que a República da Toga vai decretar o impedimento e a prisão de Lula, candidatos e partidos sem voto estão cada vez mais assanhados na disputa do butim.

Agora apareceu mais um no balaio de postulantes à Presidência da República, um candidato muito sincero chamado Flávio Rocha, dono da Riachuelo:

“Eu não rejeito a ideia de ser candidato. Só não sou por falta de voto”. Por enquanto, ainda está procurando um partido. Quem se oferece?

Flávio Rocha, que já tentou ser candidato em eleições passadas, é um campeão de ações trabalhistas contra suas empresas.

Poderia ser um bom nome para o Ministério

Continue lendo no Balaio do Kotscho.