Alckmin sofre pressão para escolher entre Doria e França em SP

A pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda aumentou a pressão para que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, realize alianças nacionais e feche palanques regionais. Alckmin é o nome mais forte do PSDB para ser candidato à Presidência.

Como o PSDB mineiro caiu em grave crise depois de o senador Aécio Neves perder cacife político com a delação da JBS, a seção paulista, que já era a mais importante do partido, ficou ainda mais estratégica para o futuro dos tucanos.

Hoje, Alckmin está dividido a respeito de ter dois palanques em São Paulo ou escolher entre apoiar o lançamento do prefeito de São Paulo, João Doria, ao governo paulista, ou dar suporte à candidatura de seu vice, Márcio França, do PSB, ao Palácio dos Bandeirantes.

Se optar por Doria, Alckmin contemplará a ala tucana do PSDB paulista que avalia que o prefeito seria um puxador de votos importante para evitar

Continue lendo no Blog do Kennedy.