Generalizações pseudointelectuais: o “mal de Pondé”

IMPRENSA EM QUESTãO > Rótulos e fórmulas apressadas

Generalizações pseudointelectuais: o “mal de Pondé” Por Franthiesco Ballerini em 24/01/2018 na edição 972 comentários

Algumas semanas atrás, o filósofo Luiz Felipe Pondé escreveu, na Folha de S.Paulo, mais um de seus textos que partem de generalizações amplas para resumir, em poucas palavras, as pessoas, os comportamentos, as tendências, enfim, o mundo todo. No texto, Pondé diz que “a virtude mais rara no debate público contemporâneo é alguma dose mínima de maturidade. E as redes sociais só pioram: em termos de debates de ideias, as redes sociais só pioraram o mundo. O debate nas redes sociais é coisa de gente boba”. Mais à frente, mudando de assunto como quem muda de canal, Pondé diz que “os jovens mais puritanos, fundamentalistas e intolerantes são os que pensam assim. O


Continue lendo no Observatório da Imprensa.