Rebaixamento da nota do Brasil desmente “melhora da economia”

A semana termina com uma péssima notícia para o Brasil. A agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixou a nota do Brasil como bom pagador.

Antes de falar dessa má notícia e das lendas que a mídia está construindo em torno dela, vale dizer como é estarrecedora a notícia de que o “mercado financeiro” – ou seja, os bancos –, bem como os grandes empresários, preferem que Geraldo Alckmin se eleja presidente em outubro.

Será que se esqueceram do que o PSDB fez com o país?

Vejamos algumas manchetes da época.

 

Já no governo Lula, a história foi bem diferente. Em abril 2008, o Brasil foi classificado pela primeira vez com o grau de bom pagador passando da categoria de especulação (BB+) para grau de investimento (BBB-) pela S&P, seguido pela Fitch Ratings, em março do mesmo ano e, em setembro

Continue lendo no Eduardo Guimarães.