Conflagração em Porto Alegre pode adiar julgamento de Lula

Lula e eleitor do PT.

Nos meios jurídicos, que estão em recesso só na aparência, há quem já aponte certo traço de arrependimento entre integrantes do TRF-4. A conflagração em torno do dia 24 em Porto Alegre está sendo muito maior do que se esperava. Por isso, ninguém ficará surpreso se, em meio ao vai-e-vem dos recursos e prolegômenos jurídicos, o julgamento do ex-presidente Lula seja adiado. No mínimo, esvaziaria a megamanifestação que PT e simpatizantes estão organizando.

A ideia foi verbalizada pela primeira vez nesta quinta, pelo presidente do Tribunal de Justiça de S.Paulo, Manuel de Queiroz Pereira Calças, em entrevista ao Estadão. Ele acha que o julgamento será adiado por um pedido de sustentação oral dos advogados, que se for aceito na preliminar poderá marcar o julgamento para outra data. Não há como negar que seria um alívio para muita gente, inclusive no próprio TRF-4.

Na verdade, está

Continue lendo no Os Divergentes.