Kirchner, Mujica, Correa, Samper e Stone aderem ao movimento em defesa de Lula

Com 150 mil assinaturas, manifesto ganha apoio quatro ex-presidentes sul-americanos

Projeto Brasil Nação

Com a proximidade do julgamento do ex-presidente Lula, marcado para dia 24 de janeiro, o manifesto em defesa de eleições livres ganha força e marca mais de 150 mil assinaturas, incluindo a adesão de quatro ex-presidentes de países sul-americanos.

Depois da assinatura da argentina Cristina Kirchner, o uruguaio José Mujica, o equatoriano Rafael Correa e o colombiano Ernesto Samper formam o quarteto presidencial em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato.

O cineasta norte-americano Oliver Stone, nascido em Nova York e ganhador de três estatuetas do Oscar (com “Platoon”, “Nascido em quatro de julho” e “O Expresso da Meia-Noite”), aderiu ao manifesto nesta quarta-feira (10/1), se somando ao cineasta grego naturalizado francês Costa-Gavras, de ‘Z’ e ‘Desaparecido’.

Entre os artistas brasileiros, os atores Herson Capri e Chico Diaz também aderiram, assim como seus

Continue lendo no Vi o Mundo.