Percalços de Alckmin e Meirelles animam Maia

Em entrevista ao jornal “O Globo”, publicada hoje, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, coloca-se claramente pela primeira vez como eventual candidato ao Palácio do Planalto. Ele disse ver uma “avenida aberta” nessa disputa, o que levaria partidos a avaliar a possibilidade de lançá-lo candidato na corrida presidencial.

Política não tem vácuo. Estão evidentes as dificuldades do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), para viabilizarem as suas candidaturas.

Alckmin está sendo cristianizado e queimado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O presidente do PSD, o ministro Gilberto Kassab, dá sinais de que pode rifar a candidatura de Meirelles para se aliar a Alckmin, numa jogada que envolva a indicação dele para a candidatura a vice-governador de São Paulo numa chapa encabeçada por um tucano.

Ressurgiu o balão de ensaio da candidatura do apresentador de TV Luciano Huck. Jair Bolsonaro começa a experimentar

Continue lendo no Blog do Kennedy.