FHC queima Alckmin enquanto Huck se move

Em artigo publicado ontem no jornal “O Globo”, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a defender a tese de união de forças em torno de um candidato a presidente que possa enfrentar Lula e Jair Bolsonaro. Enquanto FHC queimava Geraldo Alckmin novamente, Luciano Huck se movimentava.

FHC subiu o tom em relação à entrevista publicada no jornal “O Estado de S. Paulo” na semana passada, na qual já tinha dito que o PSDB deveria dar apoio a um candidato que unisse mais forças, caso o governador Geraldo Alckmin fracassasse nesse sentido. No artigo de ontem, ele citou Alckmin, mas elencou também Marina Silva, Joaquim Barbosa e Henrique Meirelles como alternativas.

O ex-presidente voltou a enfraquecer a candidatura de Alckmin, porque aventou outros postulantes que poderiam unir forças de centro e centro-direita. Chegou a apelar até a “setores ponderados da esquerda”.

Quando um cacique tucano coloca a ex-senadora Marina Silva, o

Continue lendo no Blog do Kennedy.