Corrigir o passado, por Míriam Leitão, O Globo

Míriam Leitão, O Globo

O passo dado ontem pela Petrobras é apenas um no trajeto longo para corrigir os erros do passado eos efeitos da corrupção na estatal. A empresa assumiu o compromisso de pagar US$ 2,9 bi para encerrar um processo nos Estados Unidos, mas há outras frentes de batalha no mercado americano. Uma delas é na SEC, a CVM deles, e outra é no Departamento de Justiça. Na Holanda eno Brasil também há processos.

De meados de 2016 até agora, a Petrobras já reduziu endividamento, alongou dívida, pagou passivos, retomou diálogo com órgãos fiscalizadores, mudou as regras de conformidade e encerrou 21 de 27 disputas judiciais.

saiba mais


Continue lendo no Blog do Noblat.