O que dizer aos netos sobre 2018 depois que a festa acabou?

1º de janeiro de 2018.

Nos últimos dias do ano, os netos mais velhos vinham me perguntando sobre 2018: o que podemos esperar, vai melhorar?

Achei melhor deixar para falar sobre isso só hoje para não estragar a festa de passagem de ano que elas armaram de improviso aqui no sítio, em Porangaba, no interior paulista.

Quando conversamos com crianças, precisamos tomar dois cuidados: em primeiro lugar, não mentir, não criar falsas ilusões; depois, não tirar delas seus sonhos e esperanças num mundo melhor.

Para um repórter, é mais difícil ainda porque lidamos com fatos e acabamos ficando escravos deles.

Então, o que dizer?

Com os seus celulares sempre à mão, as nossas crianças estão ligadas ao mundo como nunca antes, sabem o que está acontecendo ao seu redor e mesmo bem longe daqui, então não adianta querer dourar a pílula e vir com fantasias.

A realidade se impõe a

Continue lendo no Balaio do Kotscho.