Fazenda avalia que pode convencer Temer a vender Embraer

O presidente Michel Temer foi surpreendido pela notícia do jornal americano, o “The Wall Street Journal”, que deu a informação de que a Boeing poderia comprar a Embraer. A primeira reação de Temer foi negativa, no sentido de usar a “golden share” da União na empresa a fim de vetar a eventual venda.

Há dois receios do presidente, segundo auxiliares. O primeiro é uma reação dos militares em geral e da Aeronáutica em particular. A Embraer é vista como uma empresa estratégica para os planos militares brasileiros. O governo não quer alimentar críticas nessa área.

Recentemente, o general Antonio Hamilton Mourão fez um ataque direto ao presidente, criticando a forma como ele negocia com o Congresso. Foi Mourão quem defendeu possibilidade de golpe militar no país. Auxiliares de Temer acham que uma eventual venda da Embraer poderia resultar em novas críticas ao presidente no meio militar, com o qual o

Continue lendo no Blog do Kennedy.