Alerta da Cepal sobre pobreza contribui para debate eleitoral

A pobreza aumentou na América Larina em 2015 e 2016, segundo relatório divulgado ontem pela Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe). Mais de 30% da população da região está em situação de pobreza.

De acordo com a secretária-executiva a Cepal, Alicia Bárcena, esse aumento da pobreza na América Latina teve maior contribuição do Brasil e da Venezuela na comparação com outros países.

Esse dado da Cepal é mais uma evidência do retrocesso social no Brasil . Em relação ao Brasil, a primeira causa foi o desastre econômico do governo Dilma. É inegável o impacto social negativo dos erros da então presidente na política econômica.

A segunda causa é um desmonte de programas sociais que vem ocorrendo no governo Temer devido à política econômica aplicada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que colocou em prática um ajuste fiscal que tem cobrado uma conta maior dos mais pobres.

Continue lendo no Blog do Kennedy.