A reforma da Previdência e os interesses dos candidatos a presidente

As agências de classificação de risco devem rebaixar a nota do Brasil. O ministro Henrique Meirelles ficou os últimos dias tentando evita-lo. O adiamento da votação da reforma da Previdência faz com que os analistas acreditem que o Planalto tenha perdido a capacidade de articulação e que ela não saia em 2018. Esta incapacidade percebida na lida com o Parlamento, informa o Painel, sugere também aos analistas que uma candidatura de centro apoiada pelo governo tenha poucas chances. (Folha)

Alon F…


Continue lendo no Canal Meio.