Pesquisa precoce é tão certeira quanto previsão de cartomante

Um dos criadores do Plano Real e ministro da Fazenda do governo Fernando Henrique Cardoso, o economista Pedro Malan afirma que no Brasil até o passado é imprevisível. Pode-se deduzir que, num país assim, pesquisas eleitorais precoces são tão confiáveis e precisas quanto previsões extraídas de uma bola de cristal, de um jogo de búzios ou da consulta a alguma cartomante.

Como as lojinhas de porcentagens não podem parar, segue a cachoeira de cifras sobre as eleições de 2018. Embora até pesquisas de boca-de-urna venham tropeçando em erros superlativos, incontáveis brasileiros insistem em levar a sério a selva de índices despejados por magos da estatística que sempre se esquecem de combinar com as urnas.

Na primeira página da edição desta segunda-feira, a Folha de S.Paulo destacou uma das descobertas do levantamento eleitoral mais recente: Russomanno lidera disputa em São Paulo, segundo Datafolha. Desconfiei que já tinha lido aquilo numa edição


Continue lendo no Blog do Augusto Nunes.