Governo avalia se se arrisca a votar reforma

Na reunião de ontem à noite no Palácio do Planalto, articuladores políticos do governo avaliaram que ainda faltam muitos votos para levar a reforma da Previdência ao plenário da Câmara na semana que vem.

De acordo com dois deputados que estiveram na reunião, ainda não há segurança para votar. Dos partidos da base de apoio do governo, apenas o PMDB e o PTB estão realmente comprometidos com a aprovação dessa proposta enxuta de reforma da Previdência.

Fracassou aquela tentativa de levar as bancadas que apoiam o governo a fechar questão a favor do projeto. Algumas legendas dizem que só examinarão a possibilidade de fechar questão se a data da votação for marcada e o governo demonstrar segurança para votar.

O PSDB mantém a dubiedade em relação à reforma. Sem comprometimento tucano será complicado aprovar o texto.

Portanto, há maus sinais no horizonte, porque o governo corre contra o tempo.

O

Continue lendo no Blog do Kennedy.