Excesso de viagens e falhas de gestão minam Doria

O Datafolha mostrou queda da aprovação da gestão Doria em São Paulo. Segundo a pesquisa, 39% consideram a administração ruim ou péssima, mesma taxa de desaprovação que o petista Fernando Haddad tinha ao final do seu primeiro ano de gestão, em 2013. De acordo com o Datafolha, 29% consideram a administração tucana ótima ou boa, 31% a julgam irregular e 1% não soube responder.

Há dois fatores principais que se misturaram e levaram a uma decepção de parcela dos entrevistados: a imagem de falta de foco na cidade e as falhas de gestão para quem se vendeu na campanha como um grande gerente que não seria político.

Ao tentar viabilizar a candidatura presidencial e sair em viagens pelo Brasil, Doria transmitiu a sensação de que estaria deixando a Prefeitura de São Paulo em segundo plano. Agiu como político e não como gerente.

Parte do eleitorado tem a memória do uso

Continue lendo no Blog do Kennedy.