Doria culpa Haddad pelo forte aumento de sua rejeição

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta terça-feira, 5, que o aumento da desaprovação revelado pelo Datafolha se deve ao orçamento herdado do governo anterior. Para ele, a população o rejeita porque Haddad deixou pouco dinheiro em caixa.

A declaração foi dada em evento de entrega de moradias populares na zona Sul da capital junto com o governador Geraldo Alckmin. “Vamos trabalhar mais, focar mais”, complementou, acrescentando que a mesma pesquisa coloca o índice de aprovação em 60%, se somadas as avaliações de ótimo, bom e regular.

Segundo a pesquisa divulgada pelo instituto Datafolha, Doria chegou a 39% de reprovação entre os paulistanos, o mesmo índice da gestão de Fernando Haddad (PT) em 2013, seu primeiro ano de governo.

O prefeito classificou como “normal” este número e rebateu que a queda em sua aprovação possa ser resultado de seus esforços para se viabilizar como candidato à

Continue lendo no Eduardo Guimarães.