NÃO HÁ NADA A COMEMORAR. COM O FIM DA CANDIDATURA HUCK, QUEM GANHA É BOLSONARO.

  Não há nada a comemorar na renúncia do apresentador Luciano Huck à sua pré-candidatura à Presidência da República.  Queira ou não, eventualmente um produto neoliberal com a marca da Globo escrita, pelo tempo e estilo, na testa, e com grande potencial de penetração no “mercado” e na faixa sócio econômica que apoia Lula, ele teria muito mais votos a tirar de Bolsonaro do que daqueles

Continue lendo no Mauro Santayana.