Temer aposta no Centrão, escanteia PSDB e flerta com 2018

Com Carlos Marun na articulação política, o presidente Michel Temer faz três movimentos simultâneos: aposta no Centrão para aprovar a proposta enxuta de reforma da Previdência, escanteia de vez o PSDB do centro do poder e deixa aberta a porta para disputar o Palácio do Planalto no ano que vem.

Desde a ascensão de Cunha ao comando da Câmara, o deputado Marun (MS) é um expoente das forças conservadoras que têm dado o tom no Legislativo federal. Temer resistiu à intensa pressão de setores do PSDB e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para manter o tucano baiano Antonio Imbassahy na Secretaria de Governo. Imbassahy é criticado pelo Centrão faz tempo.

No cálculo de Temer, a escolha de Marun lhe traz mais benefícios no Congresso e mostra disposição de enfrentar a ameaça de rompimento do PSDB. De quebra, ajuda a construir um campo político que possa representar o governo

Continue lendo no Blog do Kennedy.