O ‘duopólio’ Google-Facebook no jornalismo cultural

JORNALISMO CULTURAL > Concentração de verbas publicitárias

O ‘duopólio’ Google-Facebook no jornalismo cultural Por Franthiesco Ballerini em 14/11/2017 na edição 966 comentários

A primeira onda foi a digitalização. Entre os anos 1990 e o fim da primeira década do século 21, essa onda levou a imprensa a crises econômicas talvez sem precedentes nas últimas gerações. Popularmente dizendo, jornais e revistas se perderam num maremoto de informações gratuitas para leitores e novas gerações que acham que consumir cobertura jornalística de qualidade não precisa pagar.

A segunda onda começou por volta da dos anos 2010. Se antes a crise vinha do acesso gratuito, agora o buraco se aprofundou, com a concentração cada vez maior de investimentos publicitários nos grandes grupos estrangeiros: o “duopólio” Google-Facebook.

Estas duas ondas afetam de sobremaneira a cobertura jornalística mundial. E com o jornalismo


Continue lendo no Observatório da Imprensa.