Licença de presidência do PSDB pode viabilizar “solução Alckmin”

Há uma articulação no PSDB para oferecer licenças da presidência do PSDB a fim de convencer o governador Geraldo Alckmin (SP) a aceitar ser eleito para o comando do partido.

A ideia foi apresentada por tucanos ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e ao presidente interino, Alberto Goldman.

Pelo formato em debate, Alckmin seria aclamado como novo presidente do PSDB na convenção de dezembro. Na sequência, tiraria licença para continuar dedicado ao governo de São Paulo, com tempo para fazer articulações para as eleições de 2018 sem ter de entrar na rotina partidária.

Nesse período de licença do governador paulista, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que demanda prévias, poderia disputar com Alckmin a indicação para a Presidência da República. Hoje, a tendência seria Alckmin vencer as prévias e voltar à presidência por volta de março.

Em junho, Alckmin voltaria a se licenciar para cair fora da briga pela formação dos

Continue lendo no Blog do Kennedy.