Alckmin no comando do PSDB dificultaria candidatura de Huck

De acordo com o relato de tucanos que conversaram com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ele está indeciso a respeito de assumir a presidência do PSDB. Haveria prós e contras.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tenta convencer os atuais candidatos ao comando do partido, o senador Tasso Jereissati (CE) e o governador Marconi Perillo (GO), a desistir em benefício de Alckmin.

Se Alckmin virar presidente do PSDB, ele fortaleceria ainda mais a candidatura ao Palácio do Planalto e diminuiria a ameaça de outro tucano ser candidato.

Segundo aliados, haveria risco de Tasso, se eleito para o comando do partido, sonhar em disputar a Presidência da República. Tasso já negou isso, inclusive falando com Alckmin. No entanto, o nível de intrigas e desconfiança no PSDB cresceu muito. Tucanos avaliam que o prefeito de São Paulo, João Doria, não desistiu da Presidência da República.

Alckmin deseja ser eleito por aclamação. Precisaria

Continue lendo no Blog do Kennedy.