Oposição quer que novo diretor-geral da PF explique ao Congresso sua ligação com Sarney

Compartilhar Facebook Twitter Google+ Whatsapp X

Deu onda A oposição vai explorar as relações do novo diretor-geral da PF, Fernando Segóvia, com o ex-presidente José Sarney. Randolfe Rodrigues (Rede-AP) vai apresentar requerimentos para convidar Segóvia a comparecer nas comissões de Constituição e Justiça e de Direitos Humanos do Senado.

Aos fatos “Vamos pedir que ele explique se teve de fato interferência política na indicação e qual será o comportamento dele em relação à Lava Jato e a outras operações da PF”, diz Randolfe.

Leia a íntegra da coluna aqui.

 

 

Continue lendo no Painel Folha.