Marina e Ciro despertam, atacam e se atacam para romper polarização Lula-Bolsonaro

Ex-senadora Marina Silva

Marina Silva, da Rede, e Ciro Gomes, do PDT, parecem estar acordando para a campanha – e despertaram cheios de disposição. Não se sabe se por começarem a comer poeira na largada ou se porque a estratégia era essa mesmo – embora seja quase hilário falar em estratégia política no Brasil dos últimos dois anos. O que une os dois adversários, de perfis tão distintos, é o risco concreto de que, no andar da carruagem, fiquem de fora do segundo turno com a aparente – e momentânea – polarização das intenções de voto entre dois extremos: o ex-presidente Lula, do PT, e o deputado-capitão Jair Bolsonaro, do PSC.

Ouvida pelo blogueiro do UOL, Josias de Souza, a ex-senadora desenhou um país quase sem saída. Segundo ela, o Brasil foi do fundo do poço – supostamente referindo-se a Dilma Rousseff – para o poço sem fundo – também

Continue lendo no Os Divergentes.