Reforma da Previdência enxuta ainda é viável

Ruídos recentes levantaram mais dúvida sobre a viabilidade da aprovação da reforma da Previdência no Congresso. O presidente Michel Temer disse que talvez a reforma seja derrotada. Depois, gravou vídeo reafirmando empenho para aprovar o projeto. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mencionou a necessidade de reorganizar a base do governo no Congresso.

Hoje não há os votos necessários, mas uma vitória pode ser construída. Isso exigiria uma proposta bem mais enxuta do que a aprovada pela Comissão Especial da Câmara.

Na visão do governo, seria ainda possível aprovar a fixação da idade mínima. O governo avalia que não tem força para elevar o tempo mínimo de contribuição para pedir aposentadoria de 15 para 25 anos. Teria de abrir mão disso. E precisaria endurecer as regras para servidores públicos, pois foram feitas concessões que tornam a reforma injusta para os trabalhadores da iniciativa privada.

Nesse ponto, há forte resistência

Continue lendo no Blog do Kennedy.