Temer tem plano para aprovar Previdência em novembro

Na avaliação do presidente Michel Temer, é possível aprovar em novembro na Câmara uma reforma da Previdência enxuta e ancorada nos seguintes pontos: fixação de idade mínima e equiparação das regras de aposentadorias entre os trabalhadores da iniciativa privada e os servidores públicos. Até dezembro seria possível votar a reforma no Senado.

Em relação à idade mínima, o governo insistirá na ideia de fixar 65 anos para homens e 62 anos para mulheres, com a regra de transição já prevista no relatório aprovado na comissão especial da Câmara.

O Palácio do Planalto considera difícil elevar o tempo mínimo de contribuição para pedir aposentadoria de 15 anos para 25 anos.

Esse é o plano de voo de Temer pós-batalha da segunda denúncia na Câmara. O governo crê que terá votos para barrar a autorização a fim de que o STF (Supremo Tribunal Federal) possa analisar a segunda acusação da Procuradoria Geral

Continue lendo no Blog do Kennedy.