Começa a vazar delação de Funaro

No esquema de corrupção capitaneado por Michel Temer havia quatro operadores. José Yunes, que foi seu assessor, o ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi, o ex-presidente da Companhia Docas de São Paulo, Marcelo Azeredo, e o coronel João Batista Lima Filho. Esta, segundo Lydia Medeiros, é uma das revelações feitas na delação premiada do doleiro Lúcio Funaro. O presidente da República recebeu propinas ligadas às obras da usina nuclear de Angra 3. (Globo)

Ao ex-ministro preso Geddel Vieira Lim…


Continue lendo no Canal Meio.