Prisão após 2ª instância vira roleta russa do STF

Ninguém diz, talvez por receio de encarar a realidade. Mas o Poder Judiciário vem adotando um comportamento suicida. É hora de começar a discutir a encrenca às claras. O assunto é de grande importância porque o Brasil já convive com uma democracia meio suicida. Nela, os poderes Legislativo e Executivo exibem uma tendência reincidente e insana para a autodesmoralização. Imaginava-se que o Judiciário restabeleceria a sanidade da República. Mas até o Supremo Tribunal Federal emite sinais trocados.

No momento, o tema que eletrifica o noticiário político-policial é o risco de o Supremo rever a decisão que abriu a porta da cadeia para os condenados na primeira e na segunda instância do Judiciário. Esse avanço foi adotado pelo plenário do Supremo em fevereiro do ano passado. A novidade foi confirmada em outubro de 2016. Pois o assunto deve voltar à pauta do Supremo pela terceira vez. É grande o risco

Continue lendo no Blog do Josias.