Governo quer Eletrobrás pulverizada — e reforma política empaca

As ações da Eletrobrás chegaram a subir mais de 50%, aumentando em R$ 9 bilhões seu valor de mercado, após o anúncio de privatização. O governo pretende impor limites aos futuros acionistas, com a intenção de pulverizar o controle. (Folha)

Vinicius Torres Freire: “A propriedade estatal de usinas e distribuidoras de eletricidade não tem resultado em benefícios para o público faz mais de três décadas. Privatização também pode dar em besteira, em apropriação de bens públicos e rendas,…


Continue lendo no Canal Meio.