AS FRONTEIRAS DA SUBALTERNIDADE

Enquanto os EUA suspendem a isenção de vistos para 38 países e o número de brasileiros barrados em aeroportos europeus – principalmente os espanhóis – aumenta em quase 10% – foram 923 apenas no primeiro trimestre – ainda há sujeitos que, no primeiro escalão do governo, defendem a isenção unilateral de vistos para países ditos desenvolvidos, como se tivéssemos que assumir, na "nova ordem" do

Continue lendo no Mauro Santayana.