#SanatórioGeral: Dilmês de botequim

“Se o Judiciário quiser afastá-lo, terá que pensar bastante, porque são muito frágeis as provas contra ele”. (Dilma Rousseff, durante uma conferência em Washington, tentando convencer os americanos de que o presente de R$ 40 milhões que Lula recebeu da Odebrecht, o sítio reformado pela empreiteira em Atibaia, o triplex no Guarujá doado pela OAS e o emprego de camelô de empreiteira, fora o resto, não são motivos suficientes para engaiolar a alma mais honesta do país)

Arquivado em:Política


Continue lendo no Blog do Augusto Nunes.