A era Trump e a negação da verdade

As eleições americanas levaram o debate sobre a imprensa e as mentiras a um novo patamar. Sites de notícias falsas – “Fake news” – os erros dos jornais, propaganda e manipulação foram temas que marcaram a disputa e prometem rondar o governo do novo presidente dos Estados Unidos.

[relacionados]

A poucas semanas da posse, o jornalista Simon Romero, chefe da sucursal brasileira do maior jornal americano, que tem no currículo anos como correspondente na China e na Venezuela de Hugo Chávez, ainda buscava compreender o que deu errado – e como será o novo governo. “Ainda estamos tentando entender”, disse durante uma entrevista ao vivo feita pela jornalista brasileira Adriana Carranca na Casa Pública no Rio, em 10 de dezembro. 

Colunista de O Globo e do Estado de S. Paulo, Adriana tem um currículo igualmente notável: é uma das principais correspondentes de guerra brasileiras, tendo coberto conflitos na Síria, Iraque,

Continue lendo na Agência Pública.